20 de março de 2017 admin 0Comment

Existe um caminho para a liberdade que poucos conhecem, ser livre não é só fazer tudo o que se quer, é também se permitir não fazer o que deseja. Quando imaginamos que existe um jeito ou fórmula para ser livres, estamos presos nessa definição e consequentemente fadados a fazer aquilo que foi dito ser a liberdade. E por isso imaginamos que o outro é sempre a pessoa responsável por não termos a liberdade que queremos.

No entanto estamos na ponta do espiral. Sempre é conosco, pouca coisa é do outro. Um bom começo para sentir a liberdade é reconhecer que o outro é nosso espelho, e que somos o espelho do outro. Essa postura pode nos liberar do que nos amarra e retém.

Para sentir-se livre é preciso estar em paz conosco, é preciso se liberar da autocrítica, do julgamento, da falta de segurança. É preciso se render ao que é como é, abandonando a hipocrisia, os condicionamentos disfuncionais, abandonando o medo de amar. Se você tem medo de amar o outro é porque ainda tem medo de se ver como é e se amar com tudo o que você é, sombra e luz.

Seja quem você tem vontade de ser, isso é liberdade. Ser livre começa com inclusão e respeito por si mesmo.

Marilene da Hora Souza Yakunaaj

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *