28 de julho de 2017 admin 0Comment

Dentro da esfera do feminino a mãe é sem dúvida o maior símbolo. E nossa conexão com o feminino através da mãe é algo realmente profundo: ela é o veículo por meio do qual chegamos nesse plano. Hoje em dia já existem comprovações científicas de que a criança recebe todos os impactos do ambiente enquanto ainda está na barriga da mãe. E não somente do que acontece no entorno, mas do que acontece no mundo psicoemocional da mãe, com todas as suas dúvidas, alegrias, medos e tristezas. Nós ficamos na barriga da mãe por nove meses e com isso experimentamos o mundo pela primeira vez por meio dela.

Começamos a receber as primeiras influências externas através do leite materno l. As vezes o leite chega com sabor de rejeição, impaciência e raiva; e as vezes o leite não chega. A partir daí, crenças começam a ser formadas, e o medo da escassez começa a se instalar no nosso Sistema.

Isso quer dizer que o medo da escassez não se relaciona somente com a falta de dinheiro, mas também com a falta de acolhimento, de carinho, de cuidado, com a falta de amor. Esse medo de não ser amado se manifesta como sentimento de não pertencimento, insuficiência, impotência e inadequação, entre outros sentimentos negativos.

Esses sentimentos se traduzem em crenças que dizem constantemente: ” eu não consigo aquilo de que preciso” ou “eu não mereço isso do que preciso”.

Prem Baba

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *