26 de abril de 2017 admin 0Comment

O agora é um tempo intermediário – pelo menos parece ser assim para nós, entre o que chega e o que foi. Mas o agora é o único tempo que existe. O porvir está por vir e o passado passou.

Embora o passado ainda atue no agora, o agora se dirige ao por vir e o prepara.

Quando olhamos demais para o porvir, embora ainda não esteja aqui, por exemplo, quando nos preocupamos com aquilo que pode vir, o porvir se coloca no lugar do agora.

Teremos mais do agora e teremos a sua plenitude com todas as possibilidades de o porvir permanecer amplamente aberto no agora e deixar espaço para o inesperado. Sobretudo poderemos responder imediatamente ao porvir, não importa de que forma, livre de preocupações e livre de expectativas,presentes plenamente no instante para o porvir.

Neste momento deixamos o porvir com as forças de onde procede. Estamos em sintonia com essas forças para o porvir, recolhidos, dispostos no agora.

Ordens do Sucesso – Bert Hellinger

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *